8 de abril: Dia Mundial de Combate ao Câncer - HCP - Hospital de Câncer de Pernambuco

8 de abril: Dia Mundial de Combate ao Câncer

Gostou? Compartilhe com seus amigos.

Mais de 12 milhões de pessoas são diagnosticadas todos os anos com câncer e cerca de oito milhões morrem anualmente. No Brasil, o Instituto Nacional do Câncer (Inca) estima que sejam registrados no País 596 mil novos casos de câncer em 2016. Entre os homens, são esperados 295.200 novos casos, e entre as mulheres, 300.800. Já a Organização Mundial da Saúde (OMS) prevê que, em 2030, 22 milhões de pessoas, entre homens, mulheres e crianças, serão diagnosticadas com câncer por ano e 13 milhões morrerão da doença. 

Somente no Hospital de Câncer de Pernambuco são realizados 1200 procedimentos diários, entre consultas, cirurgias, quimioterapias e radioterapias. Um número que impressiona e que cresce ano após ano. Mama e próstata são os que ainda mais preocupam, além da alta incidência do câncer de pele não melanoma, que ocorre em cerca de 90% dos casos de câncer de pele e está relacionado a feridas que não cicatrizam, localizando-se em regiões do corpo expostas à radiação solar. No HCP, em 2016, foram matriculados mais de 9 mil novos pacientes. Foram quase 7.500 cirurgias e mais de 100 mil consultas. É alarmante.

 

postaberturaimpulsionado.png

Escolhas saudáveis

Reduzir os fatores de risco para a possibilidade de câncer e ajudar as pessoas a optar por escolhas saudáveis é fundamental para reduzir as mortes. Cerca de um terço dos cânceres mais comuns podem ser evitados por meio de comportamentos saudáveis, como não fumar, reduzir o consumo de álcool, adotar alimentação rica em frutas, legumes, verduras e grãos e praticar atividades físicas regularmente.

A tarefa é árdua e envolve a sociedade, o poder público e também a academia científica. Ações efetivas de conscientização e atendimento de qualidade em hospitais públicos e privados são fundamentais. Para se ter uma ideia,o tabagismo responde sozinho por, pelo menos, 22% de todas as mortes por câncer, e o álcool está fortemente associado ao risco aumentado de câncer de boca, faringe, laringe, esôfago, intestino, fígado e mama. A proteção contra a radiação ultravioleta (UV), por exemplo, deve ser um procedimento rotineiro para se evitar o câncer de pele. O protetor solar, mais que produto estético, é um produto de saúde. E deve ser aplicado diariamente na pele.

O câncer é considerado pela OMS uma epidemia global, porém, diferentemente das infecções, é muito mais complexo devido à multicausalidade e à diversidade de fatores de risco envolvidos, desde agentes infecciosos, até fatores ambientais como radiação solar, radiações ionizantes (raios-X, mamografias, etc.), sem falar em fatores genéticos que contribuem com aproximadamente 10% dos casos. Por isso, cada um deve fazer a sua parte, optando por uma vida mais saudável, sem estresse.

Confira algumas precauções que você deve adotar para reduzir o risco de ter câncer.

1.   Exercitar-se

2.    Alimentar-se bem, variando os tipos de alimentos e ingerindo frutas, verduras e legumes

3.    Não fumar

4.    Não beber

5.    Evitar o estresse

6.    Realizar prevenções anualmente

7.    Observar seu corpo rotineiramente