Instituições lembram o Dia Nacional da Filantropia nesta quinta-feira (20)

rede.jpeg

Instituição sem fins lucrativos, HCP oferece tratamento oncológico integral por meio do Sistema Único de Saúde (SUS)

O Dia Nacional da Filantropia é comemorado nesta quinta-feira (20). A data é resultado da mobilização do Fórum Nacional das Instituições Filantrópicas (FONIF) e visa promover a valorização e gerar esclarecimentos sobre este setor vital para a sociedade brasileira, que atende mais de 160 milhões de pessoas por ano no País. Filantropia é o ato de ajudar o próximo com ações altruístas e solidárias, que podem ser realizadas por indivíduos ou por instituições filantrópicas. Em Pernambuco, o Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) é referência. Como instituição privada, sem fiz lucrativos, atende cerca de 20 mil pessoas, o que corresponde a mais de 50% dos pacientes em tratamento oncológico atendidos por meio do Sistema Único de Saúde (SUS) em Pernambuco.

As Instituições privadas, sem fins lucrativos, direcionam suas ações em favor da sociedade. São parceiras do Estado na oferta de serviços gratuitos nas áreas de Educação, Assistência Social e Saúde. Na área da saúde, por exemplo, segundo a pesquisa “A Contrapartida do Setor Filantrópico no Brasil (2020)”, realizado pelo FONIF, 861 cidades brasileiras contam com instituições filantrópicas de saúde como o único hospital disponível para atender a população. Ainda de acordo com a pesquisa, as instituições filantrópicas representam 24% dos hospitais gerais do Brasil, 47% das internações e 230 milhões de procedimentos hospitalares. Em alta complexidade, 66% em tratamento de neoplasias, como câncer, e 59% em doenças do aparelho circulatório.

Prestes a completar 77 anos, o HCP é referência em tratamento de câncer. Habilitado pelo Ministério da Saúde como Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (UNACON), destaca-se por ser a única instituição exclusivamente oncológica de Pernambuco, oferecendo assistência completa, desde os exames de rastreio a cirurgias e procedimentos de alta complexidade, como quimioterapias e radioterapias. A instituição tem quinze clínicas médicas, como cabeça e pescoço, mastologia e urologia e, ainda, outros onze serviços, com atendimento multidisciplinar e a única emergência exclusivamente oncológica de Pernambuco.

“A história do Hospital de Câncer de Pernambuco é repleta de desafios, mas sobretudo, da certeza de que podemos transformar a vida de muitas pessoas, trazendo acolhimento e esperança de dias melhores. Isso, com o apoio da sociedade e o empenho de nossos quase 2 mil colaboradores, entre médicos e demais profissionais de variadas áreas de atuação”, destaca o superintendente geral do HCP, Hélio Fonsêca.

Instituições filantrópicas precisam de ajuda da sociedade

Como hospital filantrópico, o HCP é mantido com doações de pessoas físicas e de empresas, além de parcerias, convênios e políticas públicas pactuadas com os governos municipais, estaduais e federal. As quantias e insumos doados são utilizados para complementar o tratamento do paciente e auxiliar no custeio, como a produção de mais de duas mil refeições diárias, na modernização do parque tecnológico e das instalações físicas do hospital. Esses recursos recebidos são essenciais para cobrir os gastos e investimentos necessários para atender gratuitamente os pacientes. “O sentimento de responsabilidade social vem aumentando o engajamento da sociedade e do empresariado. A doação e a destinação de recursos ao HCP vêm crescendo, mas as demandas de atendimento são exponenciais e o desafio é grande.  Precisamos que a sociedade em geral continue abraçando essa causa”, avalia Hélio Fonsêca.

A filantropia também chama atenção no Hospital de Câncer de Pernambuco através do voluntariado, cerca de 300 homens e mulheres, que dão suporte ao paciente antes, durante e após o tratamento, sem remuneração, por amor ao próximo. A Rede Feminina Estadual de Combate ao Câncer de Pernambuco atua na instituição desde sua fundação, viabilizando e oferecendo, de forma humanizada, doações diárias de medicamentos, alimentos, artigos de higiene pessoal, exames, próteses, e perucas, além de promover oficinas de artesanato, assistência espiritual e eventos, com o objetivo de proporcionar alegria aos pacientes e acompanhantes. Entre outras atividades, a Rede também é responsável pela administração da Casa de Mirella, centro de apoio destinado aos pacientes que não possuem condições para permanecer no Recife durante seus tratamentos.

Você também pode exercer a sua filantropia ajudando o Hospital de Câncer de Pernambuco e a Rede Feminina:

-Contribua com o paciente em tratamento no HCP. Saiba como colaboradoras através do site hcp.org.br ou nas redes sociais @sigahcp. Se preferir, ligue (81) 3217.8090.

-Para conhecer os projetos e ajudar o voluntariado da Rede Feminina de Combate ao Câncer de Pernambuco, ligue (81) 3217.8061, ou acesse as redes sociais @redefemininape.

Compartilhar notícia

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Mais notícias

Informações Gerais
(81) 3217.8000

Ouvidoria
(81) 3217.8028

Trabalhe Conosco
selecao@hcp.org.br

Comunicação e Assessoria de Imprensa
(81) 3217.8153    (81) 97507.3715
assecom@hcp.org.br

Doações
(81) 3217.8025
doacao@hcp.org.br

Redes sociais

Como chegar ao HCP 
Av. Cruz Cabugá, 1597 – Santo Amaro, Recife – PE, 50040-000

Campanha Dezembro Laranja

O mês de dezembro marca o início do verão e, para muitas famílias, também o período de férias, sinônimo de longa exposição ao sol, principal fator de risco para o câncer de pele. Para estimular atitudes preventivas para esta doença, o Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) trabalha anualmente a campanha Dezembro Laranja.

Campanha Novembro Azul

O diagnóstico tardio é um dos principais motivos para o câncer de próstata ser o segundo tipo de tumor maligno que mais mata os homens, perdendo apenas para o câncer de pulmão. Com o objetivo de estimular que os homens tenham mais atenção à saúde e façam seus exames regularmente, possibilitando a detecção precoce da doença, o Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) entra na campanha Novembro Azul.

Campanha Outubro Rosa

O diagnóstico precoce é fator primordial para o sucesso no tratamento de qualquer tipo de câncer. A campanha Outubro Rosa, já conhecida mundialmente, busca trazer esse alerta – a importância da detecção do câncer de mama no estágio inicial. Referência no tratamento de pacientes oncológicos no estado, o Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) trabalha o tema anualmente, com o propósito de estimular o debate sobre a prevenção e o diagnóstico precoce da doença.

Campanha Julho Verde

Julho é o mês escolhido pelo Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) e várias organizações de saúde para alerta a população sobre o câncer de cabeça e pescoço, termo utilizado para o conjunto de tumores que se manifestam na face, boca, laringe, faringe, glândulas parótidas, glândulas salivares, tireoide, e ossos da cabeça e pescoço. A campanha denominada “Julho Verde” reforça a importância da prevenção e do diagnóstico precoce desses cânceres, que historicamente estão ligados ao consumo do tabaco e álcool, má condição de higiene oral, infecção pelo HPV (papiloma vírus humano) e exposição ao sol.

Campanha Abril Amarelo

Apesar de raro, representando 2% do total de cânceres diagnosticados, o câncer ósseo possui um alto índice de mortalidade, atingindo principalmente crianças, adolescentes e idosos. Não existe maneira de prevenir esta doença, sendo o diagnóstico precoce a melhor forma de garantir a qualidade de vida do paciente e até a cura. Pensando na importância da conscientização sobre o tumor, o Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) engajou-se na causa e criou a campanha “Abril Amarelo”, que em 2020 chega ao seu 6º ano, com o objetivo de fazer este importante alerta.

Assistência

Grupo de assistência às enfermarias

São voluntárias que ajudam os pacientes internados e que tiveram alta e, também, o próprio hospital. Com ajuda de parceiros, viabilizam remédios ou exames que não são oferecidos pelo SUS, ou seja, que não são disponibilizados pelo HCP. 

 

Grupo de assistência aos ambulatórios 

Voluntários que dão suporte às necessidades dos ambulatórios, arquivo, patologia, quimioterapia e radioterapia. Pegam prontuários nos arquivos, protocolam e levam documentação para outros departamentos, anotam cartões dos pacientes que serão atendidos e levam pacientes aos setores.

Pipoca do Amor

Os voluntários se unem para levar amor e carinho ao paciente e acompanhante, através de um alimento hospitalar nutritivo simples, higiênico e barato, a pipoca. O intuito dessa ação é transmitir alegria, descontrair, favorecer a integração interpessoal, auxiliar na terapia psicoemocional. Para ganhar a pipoca é preciso apenas de uma coisa, um sorriso.

As pipocas são doações de parceiros e da sociedade que contribuem com dinheiro para compra da pipoca. Os voluntários “pipoqueiros”, usam como uniformes aventais estampados e alegres e decoram cestas, onde são colocadas as pipocas, de acordo com datas comemorativas e plaquinha com frase: “Troca-se por um sorriso”.

Xerox/Lojinha

Atende pacientes e acompanhantes que precisam tirar cópia de documentos para apresentar ao hospital, assim como, quando há necessidade de atender demanda maior de xerox de folhetos/informativos do setor de Serviço Social e do Espaço Renascer. Os voluntários que estão nesse setor também dão informações às pessoas sobre localização, como chegar a determinado setor ou ambulatório, por exemplo, assim como também solicitam apoio aos maqueiros quando percebem a necessidade de dar suporte a algum paciente. Nesse setor também funciona uma lojinha de artesanato com preço acessível, assim como venda de camisa e lacinhos de campanha.

Funcionamento: de segunda a sexta, das 7h às 12h.

Local: Sede da Rede Feminina (próximo a entrada de pedestres)

Bazar

Esse setor é a principal fonte de renda da Rede Feminina, inclusive esses recursos financeiros ajudam na compra de medicamentos, passagens para os pacientes, manter a Casa de Mirela e suprir algumas necessidades do hospital.

As doações de roupas, calçados e eletrônicos são vendidas no bazar por preço acessível para pacientes, acompanhantes e funcionários.

Funcionamento: de segunda a sexta, das 8h às 14h.

Local: Bazar (ao lado do ambulatório da pediatria)

Espaço da Beleza

Espaço de acolhimento para pacientes mastectomizadas e/ou que perderam os cabelos. No setor são doadas próteses mamária, perucas, sutiãs, lenços, toucas, chapéus e o mais importante: o amor, o ombro amigo.

Funcionamento: de segunda a sexta, das 8h às 14h.

Local: _____

Espaço da Paz

Criado em 2011, pela atual presidente da Rede Feminina, a senhora Maria da Paz, o projeto surgiu quando a voluntária identificou que os pacientes iam para casa bem e retornavam debilitados, porque não tinham uma alimentação adequada em suas residências, passando assim a doar mensalmente cestas básicas, inclusive com a presença de suplementos alimentares.

O projeto é realizado em parceria com o serviço Social do HCP, que verifica a situação socioeconômico dos pacientes, assim como o guia de prescrição médica, detalhando o nome do paciente e as necessidades específicas dele para que sejam atendidas. As doações são entregues uma vez por mês para cada paciente beneficiado cadastrado pelo voluntariado.

Além de cestas básicas o projeto também doa fraldas, medicamentos, travesseiros, brinquedos, cadeiras de rodas e kits de higiene (escova e pasta de dentes, sabonetes, etc.)

Funcionamento: de domingo a domingo, das 7h às 15h.

Local: Sede da Rede Feminina (próximo a entrada de pedestres).

Rendarte

Nesse projeto, o voluntariado oferece cursos de capacitação em artesanato (tricô, crochê, pintura e reciclagem), para pacientes e acompanhantes. O objetivo é que o público aprenda atividades que possam gerar renda.

Alguns dos produtos desenvolvidos são vendidos no local e o lucro revertido para a compra de novos materiais utilizados nos cursos.

Funcionamento: de domingo a domingo, 24h.

Local: Rendarte (ao lado da odontologia).

Chá e sopa

Para atender principalmente os que não possem recursos para alimentar-se, o projeto oferece diariamente, de forma gratuita, um lanche aos pacientes ambulatoriais e aos seus acompanhantes. Os insumos são disponibilizados pela Rede Feminina e produzidos pelo setor de nutrição do hospital.

Quando não conseguem as doações desses insumos, a própria Rede Feminina realiza a compra.

Funcionamento: _____
Local: Sede da Rede Feminina (próximo a entrada de pedestres)

Espaço Renascer

Local onde as mulheres renascem para a vida, através do resgate da autoestima. Esse trabalho tem mais de 40 anos e surgiu através do mastologista e cancerologista Dr. Esdras de Queiroz Marques e que em seguida foi encabeçada por Giorgina Moreira e Fátima Cabral.

No projeto é oferecido suporte de assistente social, apoio psicológico, atividades físicas, dança, jogral e comemoração das datas festivas. O objetivo é que as mulheres aprendem a amar seu corpo e ter mais qualidade de vida.

Esse espaço tem como objetivo reintegrar a mulher à sociedade de uma forma holística, tendo em vista a sua recuperação como um todo (psíquico, físico e social). É um atendimento prestado na grande maioria às mulheres mastectomizadas ou que passaram por outros tratamentos de câncer de mama, através de uma equipe multidisciplinar, composta de uma assistente social, psicóloga e educadora física.

Funcionamento: quinta-feira, das 8h às 11h.

Local: departamento de fisioterapia do HCP.

Casa de Mirella

A Casa de Mirella é o Centro de Apoio ao Paciente do Hospital de Câncer de Pernambuco, onde pacientes e acompanhantes vindos do interior e que não tinham condições financeiras de ficar no Recife são hospedados para realizar o tratamento no HCP.

Acolhimento humanizado, respeito, dignidade, carinho. Nesse local todos são tratados como pessoas que tem necessidades e precisam de cuidado. É oferecido dormida limpa, banho, refeições, atividades terapêuticas e recreativas, como jogos, dominó, dama, pintura e confecção artesanal.

Funcionamento: de domingo a domingo, 24h.

Local: R. Frei Afonso Maria, 357 – Amaro Branco, Olinda 

Confecção de perucas

Doado gratuitamente, o setor confecciona perucas para serem doados aos pacientes. Todo o trabalho é feito por costureiras voluntárias, com cabelos e demais insumos doados.

No local, para quem tiver interesse de cortar e doar o cabelo na hora, também é oferecido o serviço de corte gratuito.

Como doar cabelo?

Funcionamento: de domingo a domingo, 24h.

Local: Sede da Rede Feminina (próximo a entrada de pedestres).

Informações Sobre o Doador e Sua Doação